MP não é necessária para garantir validade da reforma trabalhista, diz Maia

Especialistas veem risco de judicialização sem a aprovação de alterações

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *